Individuo Assexual mais uma orientação sexual



Assexualidade é a ideia de orientação sexual caracterizada pela indiferença à pratica sexual, ou seja, assexual é um individuo que não sente atração sexual, tanto pelo sexo oposto quanto pelo sexo igual. Há um desacordo sobre se a assexualidade é uma orientação sexual legítima. Muitos ainda confundem assexualidade com baixo libido. outros argumentam que ela cai sobre o nome de distúrbio de hipoatividade sexual ou distúrbio de aversão sexual, talvez por terem sofrido algum tipo de abuso ou repressão sexual.

Alguns relatos que encontrei pela web:
-Meu nome é Carla tenho 26 anos e sou assexuada, desde pequena nunca senti desejos por pessoas de qualquer sexo. Comecei a namorar com 16 e minha primeira relação me causou nojo, tentei várias vezes me relacionar intimamente com alguém, mas nunca deu certo. Hoje assumida assexual, quando saio pela noite fico com um rapaz já aviso que não vai rolar sexo. 
(Carla Spirione, 26 anos, comerciante)

-Meu nome é Adam, tenho 34 anos, sou casado e professor. Desde o começo do meu casamento eu e minha mulher criávamos algumas desculpas para não praticarmos sexo. Quando não tinha saída era horrível, pensei que fosse gay ou tivesse algum problema psicológico, depois de fazermos terapia juntos, concluímos que os dois não gostavam do ato. Decidimos continuar nosso casamento assim mesmo, questionado como seria viver um casamento assim Adam responde: Existe carinho, companheirismo e muito mais...só não existe o contato intimo. Adam e Simone são casados há 12 anos.

Muitas religiões ou seitas acreditam que a assexualidade é uma condição espiritualmente superior, e alguns assexuais creem que sua falta de "desejos básicos" os permite sentir uma espiritualidade mais profunda embora outros assexuais considerem isso uma atitude elitista. O que pude perceber nos relatos são atitudes bem diferentes muitos padres por exemplo celibatários sofrem por reprimir seus desejos sexuais, já os assexuados não acham isso sofrimento e vivem muito bem, pesquisando um pouco mais descobri um site especializado em casamentos de pessoas assexuadas. O que importa é sermos felizes.

Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

27 comentários:

  1. Muito interessante, gostei demais do post!

    Abçs

    ResponderExcluir
  2. Olá Patrícia...
    Obrigada pela visita e apareça sempre que puder.
    Gostei muito de ter sua amizade.
    Ótima semana amiga.
    Fique com o Papai do Céu.
    Aus 1000 e Beijos 1000 com carinho,

    KIPPY & LILLY

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante essa matéria não sabia disso.

    ResponderExcluir
  4. Olá Patrícia
    Deve ser ruim ser assexuada, pois o sexo é o que move a paixão e a vontade de viver.
    Agora me lembro de uma amiga, da minha idade, que disse-me um dia que nunca tinha tido orgasmo. Eu não acreditei, mas depois de saber que sua vida era só para o trabalho, o guardar dinheiro e não tendo o mínimo de vaidade que acreditei nela.
    Se fosse comigo, acho que enlouqueceria, pois já me casei duas vezes. rsrs
    Uma juventude sem paixão deve ser triste. Depois de uma certa idade ela vai se acalmando paulatinamente e, chegando a velhice é só meiguice. Aí, até que rimou.
    Abraços
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  5. Patricia,excelente seu artigo e podemos ver como existem pessoas diferentes e nem por isso,infelizes.Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Olá!Boa noite!
    Amiga,Patricia!
    Tudo bem?
    Texto bem esclarecedor!
    ...é... confesso que "confundia" assexualidade com "baixa"libido...
    Gostei do tema!
    Obrigado pelo carinho da visita!
    Boa semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá Patrícia, bem interessante este post.
    Eu penso o seguinte, que a assexualidade, pode ser uma opção sexual, já que a pessoa não sente atração física.
    Assim como existem pessoas que sentem atração pelo mesmo sexo, existem aquelas que não sentem nenhuma.
    Eu mesma tive uma amiga que era assim.Ela sentia nojo de sexo, mas vivia com um parceiro, havia carinho, cumplicidade e amor, e eles diziam que eram muito felizes.
    p.s: seu blog está um encanto, muito charmoso.
    Adorei o layout.
    Beijos em você.

    ResponderExcluir
  8. Oi Patrícia,

    Tudo bem? Muito interessante atual o tema, mas percebo que há ainda muito preconceito sobre a questão. Tenho um amigo que após anos nesse sofrimento, segui como monge. Enfim, cada situação merece um olhar.

    Beijos,

    Lu

    ResponderExcluir
  9. Postagem muito interessante e educativa! Parabéns pela escolha e abordagem do tema! Pat! Socorro! Me ajuda, por favor! Criei uma página com o título de blogs e sites parceiros, pois na inicial estava ficando muito pesado... Bem, estava tudo indo certinho, terminei visualizei e publiquei! Quando fui olhar como ficou diz que a página que estou procurando não existe!!! Mas tá lá! Posso abrir pra editar e visualizar, mas a publicação não aparece.... E agora? Aguardo teu retorno.... Não sei mais o que fazer....
    Bjão!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Boa noite,
    Nessa página abaixo (endereço) tem o mosaico dos parceiros, se quiser ser nosso parceiros permanente
    por favor acesse e se cadastre, é fácil, lá tem as intruções de como fazer.
    http://www.riosul2012.com/p/mosaico-de-parceiros.html
    Ali ficará sua foto ou linke-me para que todos possam lhe conhecer, quando alguém clicar
    será direcionado ao seu blog.
    Será uma honra ter você conosco ...

    Abraços
    RioSul

    ResponderExcluir
  11. Nossa Patrícia.. adorei o post..
    Também não sabia disso..
    Mas como você disse no fim do post..
    O importante é ser feliz!!
    Beijinhos e uma ótima noite pra você!!
    Sheila

    ResponderExcluir
  12. Nunca na minha vida tinha ouvido falar disso.. esse mundo acontece cada uma ... Mas se a pessoa se diz ser feliz assim quem somos nós para recriminá-la... Mas é algo surpreendente mesmo kkk admirável....
    um abraço amiga..

    ResponderExcluir
  13. Excelente Patricia, confesso que nunca me perguntei sobre esse assunto ou mesmo que existia, mas fiquei esclarecida, muito bom mesmo!!!!

    Beijocas

    ResponderExcluir
  14. Muito bom esse esse texto Patricia, a gente acha que viu de tudo mais sempre tem alguma coisa nova, Pati beijos.

    ResponderExcluir
  15. patricia, assim caminha a humanidade, já dizia o antigo filme. um otimo dia fique em paz - lamarque

    ResponderExcluir
  16. Um belo post e boa explicação, ainda bem que alguns casais podem falar abertamente sobre isso, assim ajuda um ao outro sem problemas....Mas precisam fazer sim uma terapia para conseguir
    a compreenção
    Gostei dessa boa dica de ajuda
    Abraços
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  17. É tão pequeno o mundo da verdade
    Cabe numa mão aberta à sinceridade
    É planta escondida em mato de daninhas ervas
    É elixir da vida em gaiola de saudade

    Tão simples brotam hoje minhas palavras
    Será porque me desnudei das metáforas
    Ou apenas respirei um canto feliz
    De um pássaro de penas orvalhadas

    Tão simples devia ser perguntar
    Porque chora um coração e os olhos não
    Porque uma gaivota voa por sobre o mar
    Porque é imenso o universo do sonhar
    Boa semana

    Doce beijo

    ResponderExcluir
  18. Obrigado por postar dignamente esse assunto eu sou assexuado tenho namorada e vamos nos casar o ano que vem, muitos nos ridicularizam pq não respeitam e pior nem conhecem o assunto para criticar aqui pelo menos vi que as pessoas que postaram tem respeito.

    ResponderExcluir
  19. Muito bom texto.
    Uma ótima semana.
    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Bom Diaaaaaaaaaa!!
    Texto super inteligente..
    Gostei muitooooooo!!
    Bjos da JU!!

    ResponderExcluir
  21. Olá querida, adorei tua visitinha lá no blog :) seja bem vinda e volte sempre, ok? Muito bom o texto, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  22. interessante classificação para os enfastiados e indecisos...

    ótima terça!

    ResponderExcluir
  23. Bom dia, Patricia. Interessante a matéria e fico refletindo como o assunto é delicado, há quem consiga viver sem o sexo e ser feliz, enfim.
    Bem abordada a questão dos padres que tem de reprimir o seu desejo sexual, o que na realidade é uma questão religiosa, pois os grandes homens da Bíblia eram casados e santificados, uma condição não interfere na outra para mim, pois o sexo não é promiscuidade, e sim a manifestação de amor.
    Beijos na alma, e fique com Deus!

    ResponderExcluir
  24. Nunca parei para pensar sobre isso. No início do seu texto pensei logo nos Padres e Freiras, sou fã do Morrissey ex vocalista da banda The Smiths (não sei se você conhece, fez sucesso nos anos 80) ele teve alguns relacionamentos homossexuais, e diz que a mais de 20 anos se tornou uma pessoa assexuada, sempre achei estranho ele declarar isso, mas agora lendo seu texto até que faz algum sentindo.

    ResponderExcluir
  25. O que importa como disse é se a pessoa for feliz do resto não nos cabe dizer nada

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário, volte sempre!!!
*Gentileza gera Gentileza*
Os comentários serão liberados, após serem aprovados, conteúdo
que contenha spam e ofensas não serão publicados.

Divulgue suas postagens

Tedioso: Os melhores links

Parceiro

Top blogs de receitas

Dados do blog

  • Top comentaristas

    Top Comentaristas by SemNome
  • Estatísticas do Blog

    Dias online
    Postagens
    comentários
  • PageRank

    PageRank
  • Assinantes do blog

  • Visitas do RoboGoogle

Divulgue nosso Banner

Link-me!