O amigo imaginário de Melissa Jones = 38ª Blogagem Coletiva

Primeira Blogagem coletiva de 2014

"O amigo imaginário de Melissa Jones"

Sofia estava muito preocupada com sua filha Melissa, há dois anos atrás a família havia se mudado para o sitio de seus pais, uns dias depois Melissa chegará com a novidade do amigo Vitor, o que não esperavam era que somente a menina o visse.
No começo Sofia não se importou pois ela mesma havia tido um amiguinho imaginário na infância, mas a filha estava passando dos limites.
Quando ia levar a menina para a escola muitas vezes tinha que ficar com a porta do carro aberta esperando Vitor entrar, e qualquer lugar que fossem Melissa dava um jeito de se afastar e ficava rindo gesticulando para o vazio.
A situação piorou quando Sofia e o marido decidiram voltar a viver na cidade e vender a propriedade, quando contaram a filha ela disse que Vitor jamais os deixaria partir.
Depois desse dia tudo aconteceu como um filme em câmara lenta. O corretor que levou um casal para ver a casa caiu da escada e quase morreu, ficando um tempo afastado do serviço pois era dono da unica imobiliária local.
O sogro de Sofia teve um infarte e seu esposo teve que ir visitar o pai rapidamente, deixando as duas sozinhas na casa, fazendo com  que os nervos de Sofia aumentassem.
No sábado seguinte Sofia pediu para Melissa convidar suas amigas para vir tomar um lanche da tarde e brincarem na piscina, já que o calor estava insuportável.
Melissa concordou, mas para surpresa de Sofia não apareceu ninguém somente "Vitor".
Ao ver a filha sentada a beira da piscina conversando com o nada, Sofia perdeu a cabeça e resolveu dar um basta nesta estória para sempre.
Pegou a filha pelo braço e a levou para o quanto de hospedes e parou diante do closet, onde supostamente Vitor morava.
Aos berros disse a filha que a partir daquele momento não queria mais ouvir falar de Vitor, pois sabia que era mentira, e que se ela insistisse a levaria para fazer um tratamento psicológico.
Melissa chorava compulsoriamente pedindo para a mãe não falar daquele jeito pois Vitor estava ficando irritado.
Sofia perdendo a cabeça de vez, abriu as portas do closet e gritou para a filha que ali não existia nada.
Melissa apavorada pediu para que sua mãe saísse dali imediatamente, pois Vitor estava muito bravo.
Pensando que a filha enlouquecera de vez, Sofia disse não e disse que no outro dia elas iriam até a cidade ver um especialista.
Quando foi sair do closet as portas se fecharam, e finalmente a mãe de Melissa pode ver Vitor.
Infelizmente o que aconteceu naquela casa ninguém pode explicar, na manhã seguinte a cidade inteira
não falava de outra coisa a não ser a morte inexplicável de Sofia.
Depois disso Melissa e seu pai viveram no sitio por alguns anos, alias a menina ficou órfã assim que completou 18 anos.
E todos na cidade tinham pena da moça que envelheceu sozinha, nunca se casou e a unica coisa que sabiam era que tinha um amigo chamado Vitor mas que infelizmente ninguém tinha visto.
Algumas bocas miúdas diziam que a moça era louca.

**************
*******************



Comente pelo Blogger
Comente pelo Facebook
Comente pelo Google+

29 comentários:

  1. Você poderia detalhar como participar das suas blogagens?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se possui um blog basta criar seu conto, ser seguidor do blog e trazer o link qui e adicionar no ícone azul abaixo do meu post. Só peço a gentileza de mencionar o nome do nosso blog ou postar o selo da blogagem que é a imagem do post. QQr duvida é só perguntar, o link pode ser adicionado até o dia 24 de janeiro.

      Excluir
  2. Que tragédia!
    É um texto que no prende a atenção, está muito bem escrito.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Jesus que história triste, mas aqui nessa Blogagem ficou ótima
    parabéns Patricia uma bela imaginação, vai saber se não esxiste
    alguém parecido por ai né
    Gostei elogios mais uma vez

    Abraços de sempre

    ______________Rita!!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Pathu! Que tragédia, heim? Parece mais uma história do além. Mas pode virar o roteiro de um filme. Sua imaginação é fértil e, apesar de trágica, a história ficou bonita.
    Um beijo e tenha bons dias!

    ResponderExcluir
  5. Que linda tua história,bela inspiração e rica em detalhes! Gostie! bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  6. Gostei Patricia. Curto, mas objetivo. Parece um pouco com a ideia que eu tive quando vi a chamada da blogagem, rs. É bem o meu gênero favorito, terror.

    ResponderExcluir
  7. Amiga.. amei!!
    Que imaginação..
    Um daqueles filmes de terror que adoro assistir rsr
    Menina, eu amei.. amei..
    Enquanto lia, podia ver a cena, até mesmo de quando a mãe ficou trancada no closet e imagino o desespero dela ao enfim encontrar Vitor..
    Gente!!
    Como sempre arrasando amiga..

    Depois volto pra ler as outras participações..
    A da ritinha já li e me encantei..
    Esse tema está bom demais em?

    Beijo minha linda.. e uma tarde especial viu?

    ResponderExcluir
  8. Uau! Que história!!!! Fiquei arrepiada! Adoro suas BC's!
    Bjs ❤️
    www.viveraprendendo.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Patricia,
    Que desfecho hein?!
    Vc foi muito original ao criar esse conto.
    A história é sombria, mas muito criativa!
    bjs!

    ResponderExcluir
  10. Ficou emocionante a sua história, Patrícia
    Gostei demais
    Uma linda semana para você
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  11. Patricia que conto... fiquei arrepiada.Simplesmente adorei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li amei sua participação obrigada fez uma blogagem super criativa, mas não consigo responder não aparece o lugar depois que clico em leia mais abaixo do texto a gadget não funciona, vi que tem 2 comentários mas não consegui achar.

      Excluir
  12. Ai, que medo, Patrícia!!!
    Eu, heim? Isso é encosto dos ruim! rsrsrs
    Adorei!

    Obrigada, tá?
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Maninha,

    Eletrizante sua história....

    Mas pobre Melissa!

    Bjos

    ResponderExcluir
  14. Boa noite amiga Patrícia!!!
    Venho lá da Chica e li a história dela...
    Mas menina, a sua deu até medo...e já está chegando perto da meia noite...(risos)
    Sabe com certas coisas é melhor não duvidar mesmo.
    Já havia dito isso, que esses amigos imaginários podem ser sim espíritos...meu filho tem um, mas nada tão grave, já tive na infância...graças a Deus tudo simples...
    ADOREI O TEXTO VIU!!!
    Parabéns!!!
    Feliz e Abençoada Noite!!!
    Bjokas...da Bia!!!

    ResponderExcluir
  15. Muito legal!!!
    Bjs – Su
    www.rosachiclets.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi, Paty, ainda dá tempo de participar? Gostei do tema, e a primeira ideia que me veio à mente foi também de um conto de terror e suspense como o seu. Tive que colocar a cabeça pra funcionar bastante pra tentar fazer algo diferente e espero que agrade, tanto tempo sem escrever, neh? Vai ver que perdi a prática rsrrss, mas fico feliz por voltar a participar de suas blogagens coletivas, sempre inspiradoras.

    Um beijo e até a próxima.

    ResponderExcluir
  17. Olá! Bom dia! A história é meio tristinha, mas muito bem escrita que dá vontade de continuar lendo, mas a história tem que ser curta...pena!
    Adorei!
    Beijos
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  18. Vixe, que amigo imaginário mais doido kkkkkkk
    Parabéns pela postagem uma imaginação muito fértil.

    ResponderExcluir
  19. Olá Patricia!
    Essa história parece um filme de suspense, gostei muito de ler,
    parabéns!

    Bjs, sucessos sempre ♥

    ResponderExcluir
  20. Oi Patricia! Que super conto de suspense! De arrepiar! Eu irei postar amanhã a minha participação,ok? Bjs e boa semana,

    ResponderExcluir
  21. Querida amiga
    Mais uma linda semana recomeçou
    Mais uma vez o sol brilhou
    Para nos abraçar com sua cor
    Sobre cada flor
    Fazendo com que tudo fique mais belo e colorido.
    Trazendo a alegria para viver a nossa vida com mais serenidade e alegria.
    Desejo a você minha paz e alegria para seu coração.
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  22. Oi, Patrícia!
    A.do.rei seu conto! Vocé criou um inimigo imaginário :) Que depois de matar a mãe o e pai, ainda deixou Melissa enclausurada a vida toda!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  23. Oi Patricia, estava triste porque achei que não ia conseguir participar dessa BC, mas consegui! Ufa! rsrs
    Foi um prazer participar, valeu! Obrigada pela oportunidade!
    Bjs ❤️
    www.viveraprendendo.com

    ResponderExcluir
  24. Olá, Patricia
    Adorei a sua participação....
    Puxa, que intrigante e trágico...adoro quando o/a autor/a ousa e escreve algo com acontecimentos invisíveis aos olhos humanos e que fogem da realidade do dia a dia...parabéns!
    Obrigado, belo dia de paz e beijos!

    ResponderExcluir
  25. Nossa, Patrícia, que história. Excelente participação. Bjs

    ResponderExcluir
  26. Sabe, patrícia, que esse é o tipo de coisa em que eu não acredito nem desacredito, ahaha... não se sabe a origem das loucuras. Acompanhei algumas histórias dessa blogagem, gostei muito, o pessoal é bem criativo, alguns levaram para o lado sobrenatural, para o lado do bem ou do mal. Um abraço!

    ResponderExcluir
  27. Adorei o seu conto ! Parabéns ! Vim trazer a minha contribuição também !
    http://maosecrets.blogspot.com.br/2014/01/o-amigo-imaginario-de-melissa-jones.html
    Espero que goste ... Bjs !

    ResponderExcluir

Obrigada por seu comentário, volte sempre!!!
*Gentileza gera Gentileza*
Os comentários serão liberados, após serem aprovados, conteúdo
que contenha spam e ofensas não serão publicados.

Divulgue suas postagens

Tedioso: Os melhores links

Parceiro

Top blogs de receitas

Dados do blog

  • Top comentaristas

    Top Comentaristas by SemNome
  • Estatísticas do Blog

    Dias online
    Postagens
    comentários
  • PageRank

    PageRank
  • Assinantes do blog

  • Visitas do RoboGoogle

Divulgue nosso Banner

Link-me!